Um fato não muito raro na badalada Praia de Porto de Galinhas é sem duvidas, o alto custo que o turista enfrenta em sua temporada no balneário, já escrevemos um post sobre o assunto que é de muita importância na hora do turista escolher o seu destino,pois  na hora H o preço pesa no bolso e afasta o turista.

Porto de Galinhas tenta combater o abuso de preços e a violência - foto porto de galinhas

Devido ao grande destaque que a Praia de Porto de Galinhas vem recebendo no cenário nacional, alguns comerciantes, principalmente os que montam suas barracas na beira mar tem abusado um pouco no preço de seus produtos, eles comercializam tudo, desde uma cadeira ao guarda sol, no meu ponto de vista artigos que deveriam ser gratuitos. Mais só isto não basta, em algumas barracas da orla é possível encontrar um prato de agulhas fritas pela bagatela de R$ 100 reais. Para se ter ideia um levantamento feito pela própria Prefeitura da cidade de Ipojuca, apontou uma discrepância enorme de preços entre um quiosque e outro, por exemplo, um prato contendo oito unidades de lagostins chega a custar R$ 70 reais em um quiosque e a poucos metros em outra barraca o mesmo prato sai por R$ 180 reais. O famoso e indispensável camarão alho e olho chaga a custar entre R$ 40 e R$ 70 reais por uma porção de 500 gramas de camarão com cabeça.

parto de camarao alho e olho com cabeca

Tendo em vista esses preços abusivos a Prefeitura da Cidade, esta promovendo uma campanha chamada de Praia Legal, onde visa resolver este e outros problemas da principal praia do litoral sul de Pernambuco, o projeto Praia Legal tem a intenção de alavancar ainda mais o turismo na região e prevê varias ações, como capacitação de barraqueiros e ambulantes, requalificação da orla, além de uma padronização de preços e cardápios. Problemas estes também relacionados com a segurança, a prefeitura pretende instalar 22 câmeras de segurança o Secretario de Turismo de Ipojuca Rui Xavier, acredita que com essas medidas ira reduzir em muito o numero de roubos e furtos em Porto de Galinhas, e espera que no verão de 2014 já esteja tudo funcionando a pleno vapor.

Esperamos que essas ações sejam eficazes e eficientes, Porto de Galinhas com uma beleza natural tão privilegiada, não precisa e nem pode passar por esses problemas estruturais, fica aqui a nossa dica.