É durante as férias de verão onde a maior parte dos turistas se deslocam para as praias de todo pais, e também é nessa época que se tem um aumento substancial de acidentes com águas-vivas e caravelas, esses organismos marinhos em contato com a pele humana provocam queimaduras muito fortes.

Como tratar uma queimadura de água-viva?

  • Ao perceber que foi atacado por uma água-viva saia imediatamente da água. Evite retirar os pedaços da água-viva que ficarem colados em sua pele com as mãos, utilize luvas ou alguma outra proteção, se você colocar a mão na água-viva ira queimar a mão também;
  • Não esfregue e nem coce o lugar onde houve a queimadura;
  • Não urine sobre a queimadura, apesar de ser muito popular essa informação, ela não tem uma eficácia comprovada, a melhor opção é colocar vinagre sob o local ou soro fisiológico que também é indicado, mais nunca utilize água da torneira;
  • Compressas com gelo costumam aliviar a dor;
  • Em casos mais graves, onde a pessoa sinta além da dor e ardência (tontura, dor de cabeça ou enjôo) é recomendado ir ao hospital mais próximo.
  • Não coloque produtos em cima da queimadura, como pomadas, óleos ou pasta de dente.
  • Evite a exposição do local queimado ao sol nas semanas seguintes ao acidente, isto evitara possíveis manchas e cicatrizes na pele.
  • Se a queimadura for em crianças tenha cuidado redobrado, pois a pele dos pequenos são mais sensível, provocando uma dor muito maior, e a chance de uma intoxicação alérgica é grande.

queimadura de agua viva - 2

Porque as águas-vivas e caravelas queimam?
Na verdade o que ocorre não é bem uma queimadura, mais sim uma reação alérgica que provoca muita dor e ardência no local. O contato com esses seres marinhos é muito perigoso, eles tem tentáculos onde são disparados pequenos arpoes na pele humana que grudam e liberam uma toxina, na verdade essa toxina é uma defesa para um animal tão frágil, mais em contato com a pele humana provocam reações alérgicas com muita dor e ardência no local, em casos mais graves a risco de afogamento por conta da queda de pressão.

Água-viva é a mesma coisa de caravela?
Não, as águas-vivas geralmente nadam pelo mar, muitas vezes em grupos e são mais freqüentes no sul do pais. As caravelas não nadam elas ficam apenas a deriva no mar sendo levada pelas correntezas e são mais frequentes no nordeste do país, as caravelas também costumam ser bem menores e coloridas que as águas-vivas.

Prevenir é o melhor remédio
Seguindo algumas dicas é possível minimizar as chances de ter um encontro indesejável com uma água-viva, então antes de entrar no mar dê sempre uma olhadinha na beira mar, logo onde ocorre a divisão da areia com a água, e veja se encontra alguma água-viva morta na areia, se encontrar é indicio que você poderá se deparar com outras dentro do mar, então cuidado redobrado.

Queimadura de Água-Viva – Saiba o que fazer

As mais perigosas
As águas-vivas mais perigosas são as Cubo medusas e as Vespas-do-mar, elas são encontradas na costa leste da Austrália e podem chegar a um tamanho de cerca de 2 metros, os contatos com essas águas-vivas pode ser fatal. No oceano Atlântico Norte e na Região do mediterrâneo também é onde se encontram as temidas Medusas Juba de Leão.

Para se ter idéia do poder destrutivo das águas-vivas, as mais perigosas podem matar um homem adulto em apenas 3 minutos.

Um fato positivo para o Brasil é que mesmo com um litoral tão grande, aqui não temos as espécies mais perigosas e geralmente os acidentes são menos graves com águas-vivas que em geral tem em torno de 10 a 30 centímetros.